Escolha a cabeceira para a sua cama que combine mais com você


Materiais podem ser os mais diversos, desde a tradicional madeira até adesivos e almofadas penduradas em varão
As camas tradicionais já são vendidas com a cabeceira. Mas as que têm estilo box podem ser adquiridas sem a cabeceira, o que proporciona maior versatilidade.

As cabeceiras sob medida permitem um acabamento melhor na decoração do quarto, com a incorporação de papel de parede acima delas (Fotos: Divulgação)
Segundo a arquiteta Thais Lacialamella, as camas box vêm sendo as queridinhas para os dormitórios há mais de uma década pois, além de serem confortáveis e práticas, dão liberdade na escolha da cabeceira, tão necessária, seja por estética, já que enfeitam aquele vazio sobre a cama, quanto por conforto e limpeza, pois podem ser encostos confortáveis ou simplesmente evitar que sujemos as paredes com o uso no dia-a-dia.
Em geral, as cabeceiras confeccionadas em madeira são presas diretamente na parede e podem receber sistema de fixação para camas do tipo box. As cabeceiras sob medida permitem ainda um acabamento melhor na decoração do quarto, com a incorporação de papel de parede acima delas.
“Podemos utilizar da nossa criatividade para a escolha da cabeceira, que pode ser feita com varão de cortina, em capitonê, em madeira ou MDF, em palha, em bambu, em drywall, em tecido, em ferro, com adesivo, estofada, em papel de parede, ou mesmo utilizando biombos, portas e janelas em desuso, dependendo apenas da sua intenção de uso”, enumera.
Quando desejamos incluir uma iluminação embutida ou mesclar sua utilização como aparador de quadros, por exemplo, podemos utilizar a cabeceira feita em drywall, em madeira, ou mesmo em alvenaria, pois conseguimos uma base mínima (pelo menos 9 cm) para embutir as lâmpadas ou apoiar os quadros ou espelhos.

Revestimentos em tecido ou couro são alternativas para quem opta por fazer uma cabeceira personalizada e há ainda modelos que podem receber enchimento
Já a arquiteta Laurimar Coelho lembra que uma opção é a confecção de cabeceiras em madeira. “A vantagem é que podem ter desenho exclusivo e incluir detalhes como nichos, criados-mudos fixos ou não, pontos de iluminação para leitura ou iluminação difusa e até inclinação para otimizar o conforto”, salienta.
O arquiteto Augdan Oliveira Leite recomenda o espelho para dar a sensação de que o ambiente é maior. “Mas eu não usaria só espelho, é muito clean, colocaria também fotos, esculturas ou quadros, como óleo sobre tela, acima da cabeceira de espelho”, recomenda.
“Se o propósito é oferecer aconchego, conforto, ou mesmo `aquecer’ o ambiente, podemos escolher as cabeceiras em capitonê, em tecido, estofadas, podemos utilizar almofadas penduradas em varão, fica incrível, ou mesmo em papel de parede”, orienta Thais. Segundo ela, essas opções são mais apropriadas às camas de casal, pois mantêm um melhor equilíbrio visual entre altura e largura, que podem variar.

Outra opção é a confecção de cabeceiras em madeira, apontam especialistas
Para o quarto do casal, Augdan sugere fazer um painel e adesivá-lo com uma foto dos dois em preto e branco ou colorida. “Pode ser no tamanho da parede”, diz.
Revestimentos em tecido ou couro são alternativas para quem opta por fazer uma cabeceira personalizada e há ainda modelos que podem receber enchimento. O trabalho pode ser feito por meio da parceria entre o marceneiro e o tapeceiro, segundo Laurimar.
Cama de solteiro
Para um quarto de solteiro ou juvenil, Thais prefere cabeceiras mais práticas e com possibilidades de rápidas alterações, como em MDF, ou com tecidos pendurados em varão de madeira ou de metal, dando liberdade às trocas de estampas e cores, tão desejadas nessa fase da vida.
Para os que preferem quartos temáticos, boas escolhas são as cabeceiras feitas em bambu, em palha, ou mesmo com aquela antiga esteira de praia.

Para o quarto do casal, a dica é fazer um painel e adesivá-lo com fotos em preto e branco ou colorida
Na opinião de Thais, os moderninhos têm opções ainda mais amplas, como biombos, adesivos, patchwork de tecidos ou de papéis de parede, portas, janelas, grades, bandeiras, tapetes, grafites e o que mais se puder pensar.
Augdan sugere ainda que, se a cama ficar embaixo da janela, seja usada uma persiana bem legal, com xales nas laterais. “Deve-se ter o controle de iluminação e os xales laterais podem combinar com a colcha ou almofadas.”
Para as crianças, Thais recomenda as cabeceiras que imitam casinhas, carrinhos, que tenham desenhos de bichos ou relevos coloridos, como bonecos de pano e pelúcias. Augdan recomenda prateleiras com bonecas ou bichinhos.
Laurimar enfatiza que é possível planejar pequenos espaços extras para acomodar livros ou pequenos brinquedos. Há também as cabeceiras que incorporam espaços maiores, onde é possível guardar travesseiros e cobertores.
Fonte: revista.zap.com.br
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s